Em prol da luta por 40 horas

Em prol da luta por 40 horas

O Sindifícios e a Força Sindical têm se reunido para traçar um movimento em prol da intensificação da luta pela 40 horas semanais sem redução dos salários. A ideia é reunir todas as centrais sindicais do país e seus sindicatos filiados para que o trabalho leve o nome de todos os trabalhadores do Brasil.

Quando comparado a outros países, a carga horária de trabalho desenvolvida aqui é alta e mal remunerada. Com a redução para 40 horas, novas vagas de trabalho seriam criadas, diminuindo o desemprego, o trabalhador teria mais tempo para cuidar de si mesmo, de sua saúde, estudar e ter mais lazer com sua família.

O presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva, em reunião com a diretoria da Central, falou da importância da união e atuação da classe trabalhadora: “Temos que pressionar o governo e o Congresso Nacional para que os deputados votem rapidamente a PEC (Proposta de Emenda Constitucional) da redução da jornada de trabalho”.