Dupla mentira contra o trabalhador da categoria

Dupla mentira contra o trabalhador da categoria

Os problemas contra a terceirização são grandes e o Sindifícios caminha alertando o trabalhador para que este não seja enganado. Terceirizar a mão de obra em um condomínio precariza as relações de trabalho, escraviza o funcionário e enriquece aqueles que exploram o trabalhador. A situação é tão crítica que já existe um “sindicato” que diz representar apenas os funcionários de empresas terceirizadas. Se a terceirização não funciona para a prestação de serviços nesta área, não é legal haver uma entidade que alimente e apóie esse tipo de relação de trabalho. Contudo, a situação acaba de se agravar: começa a ser veiculado nesta área a existência de um outro “sindicato”, que tenha nascido para representar especificamente os porteiros de empresas terceirizadas.“É uma luta incessante: quando começamos a vencer um mal, aparece outro como se para nos desafiar; mas garanto que não vamos desistir e o trabalhador da categoria pode contar conosco sempre”, fala indignado o presidente do Sindifícios, Paulo Ferrari. Se a terceirização e seu sindicato já eram um erro que jogam as relações de trabalho para o buraco, o aparecimento de novos sindicatos faz aparecer uma cratera, tamanho o absurdo do que ameaça aparecer. Há mais de 50 anos, o único sindicato legalizado para representar o trabalhador da categoria é o Sindifícios; porteiros, zeladores, vigias, faxineiros, ascensoristas, folguistas e todos os que atuam em edifícios e condomínios juntos, unidos, só possuem o Sindifícios como representante. Os trabalhadores da categoria devem estar atentos para não serem enganados por falsários que querem tirar o dinheiro do seu bolso. Não se deixe enganar. Conheça o Sindificios e fortaleça nossa categoria fazendo parte desta entidade. Procure nosso departamento de Vagas e encontre o seu espaço diretamente em um condomínio. Fuja das empresas terceirizadas.