Estranhos conseguem entrar em condomínios sem se identificar

Estranhos conseguem entrar em condomínios sem se identificar

Uma reportagem da Rede Globo exibida neste mês de agosto sobre Portaria mostrou funcionários da emissora entrando sem se identificar em alguns prédios da Vila Madalena e da Vila Clementino.
As falhas na portaria mostram que nem sempre a vida em condomínio é tão segura quanto aparenta. O alerta é real.

“A reportagem expôs falhas na portaria, mas não informou que a maioria dos prédios onde houve o erro era de condomínios terceirizados; nós conhecemos o local porque atendemos toda essa área”, afirma o presidente do SINDIFÍCIOS, Paulo Ferrari, e completa: “Funcionário contratado que recebe treinamento adequado não libera a entrada”.

O zelador do prédio assaltado, Ricardo Augusto Alves de Jesus, diz que o problema de muitas terceirizadas é a rotatividade de funcionários. No prédio onde houve o assalto, quem detectou a presença dos assaltantes por perceber a circulação e movimentação estranha de pessoas foi ele mesmo, que é funcionário contratado.

Na matéria também se destaca a atuação do zelador Juvenal Oliveira de Araújo, o único que não autorizou a entrada da equipe. Juvenal trabalha no condomínio há 24 anos, há nove anos é zelador, mas na ocasião estava na portaria cobrindo as férias de uma colega: “Conheço todos os moradores e faço os porteiros barrarem todos os visitantes; tem que haver segurança”.

Juvenal conta que foi elogiado pelos condôminos devido ao profissionalismo como atuou. Ele mesmo acredita na importância do condomínio possuir funcionários próprios devido a rotatividade de muitas terceirizadas e a falta de treinamento: “Se os moradores resolverem terceirizar aqui, eu não me demito”, garante Juvenal.

Vale lembrar que o SINDIFÍCIOS ministra cursos sobre Portaria e a identificação de todo visitante é imprescindível.

Assista a reportagem: