Decisão do Congresso prejudica trabalhadores

Decisão do Congresso prejudica trabalhadores

O Congresso Nacional aprovou, na última quarta-feira (02.05), o repasse de R$ 1,16 bilhão do programa do seguro desemprego do Fundo de Amparo ao Trabalhador (FAT) para pagar calotes dados por Moçambique e Venezuela em obras e serviços financiados pelo BNDES e pelo Credit Suisse. Isso mesmo: calotes de outros países!

O FAT, que deveria servir para atender os trabalhadores brasileiros, acaba de ter um valor significativo destinado para resolver questões que não são nossas. Como entender este governo, onde os políticos brincam com o trabalhador o tempo todo? Um Brasil onde acabam de aprovar uma reforma trabalhista que prejudica a classe trabalhadora em diversos pontos, pois retira direitos e aumenta o desemprego, e agora passam a mão num dinheiro que foi arrecadado do povo por meio de impostos para amenizar o problema de outros países.

Há poucos meses o movimento sindical propôs ao governo que fossem aumentadas as parcelas do seguro desemprego devido a atual conjuntura e a solicitação foi negada sob o argumento de não haver verba para tanto. E agora usam parte do valor para Moçambique e Venezuela.

A diretoria do SINDIFÍCIOS está indignada e ciente que é preciso responder a esses políticos nas eleições deste ano.

Assim, não dá pra ficar.