EM MEIO A CRISE QUE O BRASIL ENFRENTA, SINDICATO CONSEGUE 15% PARA ALIMENTAÇÃO E REFEIÇÃO, 9% PARA OS SALÁRIOS E BENEFÍCIO À SAÚDE CUSTEADO PELO PATRÃO

Mais uma difícil Campanha Salarial termina e, após inúmeras reuniões entre o SINDIFÍCIOS e o Sindicond (Sindicato Patronal), o acordo foi assinado nesta quinta-feira, 07 de outubro, com ganhos nos números e a criação de uma nova cláusula que levará benefício à saúde do trabalhador e será pago pelo empregador.

“Há muito tempo levávamos a reivindicação do plano de saúde para a mesa de negociações e este ano, felizmente, conseguimos incluir um benefício ligado à saúde que certamente irá ajudar muito aqueles trabalhadores que não possuem convênio médico”, afirma o presidente do SINDIFÍCIOS, Paulo Ferrari.

O BENEFÍCIO À SAÚDE estará disponível a partir de dezembro e irá proporcionar ao trabalhador a tranquilidade de ser assistido na área médica quando precisar (confira mais informações no texto abaixo).

Já no que diz respeito aos valores negociados, a crise vivida pela classe trabalhadora em todo o mundo que ainda enfrenta a pandemia do novo coronavírus gerou muita discussão, mas o importante papel dos trabalhadores em edifícios e condomínios, especialmente durante esse período de isolamento, foi lembrado a todo momento.

Desta forma, para amenizar o aumento dos alimentos, foi acertado o valor de 15% de reajuste para o Vale Alimentação e o Vale Refeição; o V.A. passará a ser de R$ 345,00 por mês (devendo ser pago até o quinto dia útil) e o V.R. será de R$ 11,18 por dia de trabalho. Já os salários, tanto para quem recebe o piso da categoria, como para quem recebe acima do piso, o reajuste será de 9%.

De acordo com Paulo Ferrari, a luta sempre foi por valores maiores e os números atingidos ainda não são os ideais, mas com o avanço da terceirização e da portaria à distância, é importante saber negociar: “Esperamos que o trabalhador reconheça a grandiosidade do novo Benefício à Saúde e saibam fazer a real compensação sobre o que era esperado”.

Vale notar que a data-base da categoria é 1º de outubro; sendo assim, os novos valores são retroativos e entram para os novos cálculos da folha de pagamento.

Todas as informações a respeito da nova CCT podem ser obtidas no SINDIFÍCIOS pelo telefone (11)3123-3277. Para quem deseja consultar a CCT em sua totalidade, ela está disponível no site do Sindicato: www.sindificios.com.br.

NOVOS VALORES

PISOS SALARIAIS:

Os novos valores foram calculados sobre os salários de 1º de outubro de 2020 e têm vigência a partir de 1º de outubro de 2021.

a) Gerente Condominial: R$ 3.348,48
b) Gerente Predial: R$ 2.376,08
c) Zelador: R$ 1.697,20
d) Porteiro ou Vigia, Cabineiro ou Ascensorista, Garagista, Manobrista e Folguista: R$ 1.625,77
e) Faxineiros e demais empregados: R$ 1.554,36

VALE ALIMENTAÇÃO: R$ 345,00/ mês
VALE REFEIÇÃO: R$ 11,18/ dia

BENEFÍCIO ASSISTENCIAL DE PREVENÇAO À SAÚDE ENTRARÁ EM VIGOR EM 1º DE DEZEMBRO

Os trabalhadores da categoria, em especial os associados ao SINDIFÍCIOS, conhecem o atendimento médico que o Sindicato disponibiliza em sua sede e, também, em algumas clínicas credenciadas. Para fazer uso, o trabalhador precisa ser sócio da entidade e estar com a mensalidade em dia.

A partir de 1º de dezembro deste ano, o trabalhador também terá acesso ao BENEFÍCIO ASSISTENCIAL DE PREVENÇAO À SAÚDE (BAPS) que acaba de ser criado e se tornou cláusula integrante da Convenção Coletiva de Trabalho (CCT) da categoria. Ou seja, se está na CCT, tem força de lei e deverá ser respeitada por todos os empregadores, independentemente do trabalhador ser sócio do Sindicato ou não.

Terá direito a usufruir ao BAPS todo trabalhador que não possuir plano de saúde no condomínio custeado pelo patrão. Neste primeiro momento, o benefício será apenas ao trabalhador da categoria, não se estendendo, assim, aos dependentes e/ ou terceiros.  O BAPS será um sistema de proteção social, uma forma de medicina preventiva que terá como principal objetivo evitar o desenvolvimento ou agravamento de doenças, melhorando a qualidade de vida dos seus usuários.

A empresa gestora do benefício será a Vila Velha Saúde Assistencial Preventiva, escolhida por ambas as entidades após uma criteriosa avaliação de qualificação profissional e idoneidade. Caberá a mesma encaminhar os trabalhadores as clínicas médicas e efetuar o agendamento das consultas, nas quais cada trabalhador terá acesso a 12 atendimentos anuais em CLÍNICO GERAL e/ ou GINECOLOGISTA.

“Este foi o primeiro passo em direção a assistência que almejamos há muito tempo; agora certamente iremos buscar aumentar o número de especialidades oferecidas, bem como estender este e outros novos benefícios aos dependentes, mas já estamos felizes com este avanço nas negociações deste ano”, afirma o presidente do SINDIFÍCIOS, Paulo Ferrari.

A Central de Atendimento que fará o agendamento da consulta atende pelo telefone (11) 3226-9770. Vale lembrar que o BAPS estará disponível para os primeiros agendamentos a partir de 1º de dezembro com clínicas disponíveis em todas as regiões da cidade.

Além desse número, o SETOR DE ATENDIMENTO AO TRABALHADOR DA CATEGORIA orientará o trabalhador a respeito desta novidade tirando dúvidas que possam surgir pelo telefone (11) 3123-3277.

Siga também o Sindicato nas redes sociais e acesse o site da entidade. Com eles, a informação chega primeiro.