PLANEJAMENTO PREVIDENCIÁRIO

PLANEJAMENTO PREVIDENCIÁRIO

Tendo em vista as alterações realizadas pela Emenda Constitucional 103/2019 que atingiu diretamente os segurados que ainda não contavam com 35 anos de contribuição completos, hoje o momento de requerer qualquer benefício previdenciário merece especial atenção.

Isto porque, as alterações da legislação não ficaram limitadas ao tempo de contribuição, mas também, abarcaram as regras utilizadas para o cálculo do benefício previdenciário.

Em razão disto, a cada dia mais cresce a necessidade de ser realizado um verdadeiro planejamento previdenciário, no qual se busca a verificação do melhor momento e do melhor salário de benefício de acordo com os anseios do segurado.

Referido planejamento é realizado, inicialmente, com a análise detalhada do Extrato Previdenciário, no qual constam todas as informações referentes aos vínculos empregatícios, bem como, as contribuições já vertidas ao sistema do INSS.

Neste cenário, ter em mãos as carteiras de trabalho,  manter o cadastro junto ao INSS regular e obter a senha do site do Meu INSS também figura como condição imprescindível para que a análise seja realizada da melhor forma.

O planejamento previdenciário permite, até mesmo, que seja realizada análise quanto a possibilidade de complementação das contribuições visando a melhora do valor da renda mensal inicial do benefício.

Assim, uma vez realizado o estudo aprofundado da vida contributiva do segurado, é possível identificar o melhor momento para receber o melhor benefício.

* Texto elaborado pela Dra. Ariana Fabiola de Godoi, da Godoi Advogados Associados que, em parceria com o Sindifícios, atua na Área do Direito Previdenciário.

No Comments

Leave a Comment

Your email address will not be published.