guias_online
convencao_coletiva
icone_home_saude
agendamento_homologacao
lazer
cursos

QUEM SOMOS

O Sindicato dos Trabalhadores em Edifícios e Condomínios de São Paulo – SINDIFÍCIOS – representa zeladores, porteiros, vigias, faxineiros, garagistas, folguistas, manobristas, ascensoristas e demais funcionários da categoria há quase 60 anos. Ao todo são 300 mil trabalhadores representados na cidade.

Sua sede, localizada na Rua Sete de Abril, 34 – Centro – São Paulo, concentra a maior parte dos serviços que oferece ao trabalhador: advogados, médicos, dentistas, laboratório, cursos e outros. Também possui uma subsede em Santo Amaro e uma Colônia de Férias em Caraguatatuba, litoral norte, local de lazer e descanso do trabalhador.

O presidente do SINDIFÍCIOS, Paulo Ferrari, ao lado de sua diretoria atuante, batalha diariamente por novas conquistas e pelas garantias dos direitos da categoria. Defender o grupo de males como a terceirização de mão de obra, cooperativas e maus patrões, faz parte dos princípios deste que é o maior Sindicato da categoria na América Latina.

PALAVRA DO PRESIDENTE

PRÓXIMOS CURSOS

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

MÚSICA E TRABALHO

Rosa de Hiroshima, de Vinícius de Moraes

Rosa de Hiroshima, de Vinícius de Moraes

Rosa de Hiroshima, de Vinícius de Moraes, musicado por Gerson Conrad, alude aos bombardeamentos de Hiroshima e, três dias depois, de Nagasaki. Em uma segunda-feira, 6 de agosto de 1945, às 8 horas e 15 minutos da manhã, a um mês do término oficial da 2ª Guerra Mundial, Hiroshima foi alvo da bomba atômica “Little […]

‘Inumeráveis’

A letra de ‘Inumeráveis’ de Chico Cesar mostra que os mortos da pandemia não são números. São vidas, com sonhos, projetos e história. Se números não tocam a gente, espero que nomes consigam tocar, diz o poeta. Inumeráveis (Composição: Chico Cesar, a partir de poema de Bráulio Bessa:/2020) Intérprete: Chico Cesar André Cavalcante era professor […]

Zelão (Composição: Sérgio Ricardo/1960)

Zelão (Composição: Sérgio Ricardo/1960)

Sérgio Ricardo se inspirou em uma figura real de Marília (SP), terra natal do cantor-compositor, e transposta para uma favela do Rio de Janeiro. Surgido em pleno apogeu da bossa nova, gênero preocupado com aspectos burgueses da zona sul carioca, “Zelão” deu uma guinada total nessa tendência, enfocando temas sociais (saindo da zona elegante, foi […]

Gilberto Gil canta: O Bonde de São Januário; música

Gravada em 1940, por Cyro Monteiro, em plena ditadura do Estado Novo, a letra original de O Bonde de São Januário exaltava a figura do “malandro” como uma figura esperta, boêmia e que se negava a ser um empregado. Aquele malandro não queria entrar “no bonde de São Januário” (do bairro industrial) que “leva mais […]